DREAM 484

Num dos sonhos, uma pessoa (um intermediário de mulher/homem, talvez um andrógino) pede-me para que fotografe com minha câmera o momento de sua morte (uma morte planejada, na qual uma terceira pessoa com um revólver a mataria durante uma parte da celebração). Fitando a pessoa diante do pedido, questiono se a foto do momento da morte seria sua “obra final”, esta diz que sim. Relutante em fazê-lo, apenas digo que vou ajustar a câmera para foco contínuo, e esta concorda dizendo que tem de ser assim mesmo. Tal pessoa mais tarde está ao lado de outra que profere algum discurso ou acena (como se fosse uma passeata), aponto minha câmera de maneira inconsistente (sem conseguir enquadrar com estabilidade e distância coerentes) para registrar o momento. Pouco após o disparo é efetuado e a pessoa morre. (A cena talvez lembre ao assassinato de John Kennedy).

Luiz Fernando Zarth Filho

Blumenau, Brasil

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s