DREAM 364

Como num ritual me vi deitada e sem ação. Diante de mim uma mulher dava risadas enquanto esfregava um rato na parte interna das minhas coxas, como se passasse um “creme”. Os pelos do rato morto caiam sob minha pele enquanto ela despelava o bicho sobre mim. Eu não conseguia reagir a nada, haviam outras pessoas em forma de sombras, não muitas. Quando não haviam mais pelos no bicho a mulher sai com ele despelado na mão. Eu fico sozinha, passo as mãos na perna para tirar os pelos como se estivesse limpando grãos de areia da praia. A seco. Enojada mas sem desespero, quase sem reação. Levanto.

São Paulo

Brasil

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s