DREAM 211

Parecia uma celebração, estavam todos unidos, todas as pessoas conhecidas em um lugar comum que não era a minha cidade. Um rio e as margens A cidade era em uma pequena ilha As cores pareciam um fim de tarde ou um amanhecer. Sem tempo. Decks com música, cisnes gigantes infláveis, pessoas nadando. Elas se deslocavam pela água, todos pareciam meio molhados… eu me deslocava… ia de uma ponta a outra, subia em um deck ali, conversava com algum grupo aqui, nadava, caminhava… Parecia celebração, mas o ar era extremamente melancólico. Pessoas sem ligação nenhuma.. em um mesmo grupo… retiro. Frente a casa de minha avó, um pouco mais a dentro, muitas pessoas dentro da casa e fora, na rua. Parecia um enterro… algo triste. Eu e minhas tias olhávamos para a casa… meu pai do lado. Ele bêbado, e nós nem dávamos grande importância… às vezes ele me irritava e eu o empurrava, mas todos continuavam mantendo o ar escuro da cena… olhando para a casa… esperando algo… Depois de um tempo, com menos pessoas ali, algo mais íntimo… Eu me irritava mais ainda com meu pai, nos empurravamos e eu batia com força nele… uma força surreal… algumas coisas pareciam se clarear ali.. memórias ativadas e mais revelações.. O sonho parecia seguir pra algo mais calmo… mas permanecia o estado de retiro daquelas pessoas todas juntas… água turva , dia escuro, ……..

Itajubá-MG

Brasil

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s