DREAM 44

estávamos em um barco em uma cidade estrangeira inundada, ela saltava de repente, ninguém ligava, “escândalo” diriam alguns, eu saltava atrás, ela afundava. quando eu a tirava para fora ela me dizia que já não queria mais aquela vida passada, iria atrás de outra coisa. ela desaparecia, eu no meio da água, nadava em meio àqueles vários andares de prédios debaixo d’água, buscando uma margem. alguém me gritava que era perigoso, que eu deveria voltar, mas já não havia mais barco, mais nada. vou parar em uma terra, “resgatada” como serviçal de uma mulher que se gabava de salvar muitos escravos. meu primeiro trabalho foi de coveira, cavava um buraco debaixo de uma espécie de altar de alguma religião. não sabia quem era o morto.

lea

São paulo / Berlim

Brasil / Alemanha

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s