DREAM 29

Acordei e eram 10 horas da manhã, as maritacas apareceram procurando carambola dentro de um silêncio ainda esmaecido, cantando como nunca. Quando vou lá fora para sentir de perto, me deparo com a geometria espacial, não tinha rua depois do portão. Fui procurar avistando qualquer coisa , até o grito da vizinha mas era tudo invisível, parecia um espelho sem amparo até que me ocorreu muito medo porque dentro desse medo eram visões de imaginação de tiroteio da noite anterior e então acordei.

Flávia

Rio de Janeiro

Brasil

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s